Ano: 2021
Área Total: 810m²
Localização: Campinas, SP

Uma residência sustentável e autossuficiente. Esse foi o pedido dos clientes para a Casa, localizada no estado de São Paulo. Tendo isso em mente, elaboramos um projeto em que tudo foi pensado para dialogar com a natureza, com paisagismo e arquitetura andando lado a lado.

O terreno onde está sendo construída a casa era originalmente descampado, então firmamos uma parceria com o escritório Vistara Paisagismo para realizar uma recomposição florestal e dar vida a espaços botânicos e harmônicos.

Criamos um extenso jardim murado em formato triangular, com plantas bonitas e de diferentes espécies. Em volta implementamos as passagens que servem como entrada da casa mas também como espaços para que os moradores caminhem e apreciem a vegetação.

Para a construção da casa, optamos por usar poucos materiais, mas combinados com técnicas que garantem conforto térmico independente de meios mecânicos. Quase toda a alvenaria é de tijolo aparente, material abundante e que contemplava esta necessidade. Apostamos também em madeira e vidro. Além disso, prolongamos os beirais, aumentando a proteção dos cômodos da incidência solar.

“É uma reinterpretação dos claustros, elementos comuns em monastérios. Queríamos que esta fosse uma área de tranquilidade, contemplação e meditação.”
Ivo Mareines.

A residência é também equipada com painéis fotovoltaicos, piscina aquecida com energia solar e captação de água pluvial, reaproveitada para regar o jardim, abastecer o espelho d’água e outros usos internos.

Um dos elementos mais interessantes da Passive House é sua cobertura. Projetamos uma estrutura de tijolo aparente com uma acentuada curvatura em apenas um ponto. Este “mergulho” produz um visual único, mas também funciona como coletor de água da chuva e divisória entre espelho d’água e piscina.

A residência é separada em dois volumes principais. No andar térreo a palavra que nos guiou foi integração. Os ambientes sociais são fluidos e não há paredes que os separem. A setorização fica por conta da decoração, do espelho d’água e da curvatura da cobertura, que gera novas percepções sobre o espaço. Implantamos esquadrias com portas de correr e vidro, aumentando a conexão com varanda, área de piscina e jardim.

Neste primeiro pavimento também estão as suítes para visitantes e em toda a área dos quartos há laje dupla que permite a passagem de ar para refrescar os ambientes.

No segundo volume fica apenas a suíte principal, um cômodo amplo com escritório, banheiro e vista privilegiada do terreno. Essa disposição permite que o casal proprietário mantenha sua privacidade mesmo quando receber convidados.

Passive house é uma construção com soluções contemporâneas, que aproveita seu entorno da melhor maneira possível, criando ambientes aconchegantes e ecologicamente bem implantados.

Marina - Fazenda Içara

Originalidade arquitetônica